Pesquisar

Meio Ambiente

Endereços úteis

Anuncie

Bate Papo

HOME

Lixo Recicle Classificados Astronomia Desaparecidos Noticias Fale Conosco

Área de Serviço

Só pensa nisso
Assim transa humanidade
O mapa dos Tabus
Tipos de Mulher
Você Broxa
Território Inimigo
Ponto de Gula
Pule fora com categoria
Presente de Grego
Porque elas dizem Não
Nada como tocar instrumento
Quando ela quer e você não
Saia pela tangente
Os Nomes do Prazer
Saiba como agir
Porque uma noite apenas
O Santo das 5000 mulheres
Procure alguém de seu tamanho
O Homem furadeira
Seja um paranormal
Mulheres caçadoras
Sereias a caça
Propaganda enganosa
Mordida de amor
Me chama de lagartixa
Homem casado
Homem isolado
Grande encontro
Garota mal humorada

Serviço

Árvore
Bolsa Dolar Euros outros
Carta ao Leitor
Ciência
Culinária
Desaparecidos
Descobrimento do Brasil
Emissoras de Rádios
Endereços Úteis
Historia do Brasil
Globalização
Lixo Recicle
Mandamentos
Mapa do Brasil
Meio ambiente
Mulher
Musicas
Paises
Plantas Medicinais
Piadas
Política
Olimpíadas
Sexo
Sites
Truques do amor
Vídeos
Nossa Historia

Noticias

Noticias Gerais
Aquecimento global
Ciência
Cidades
Cotidiano
Destaque
Dinossauros
Educação
Esportes
Especial
Economia
Internet
Mundo
Política
Meio Ambiente
Saúde
Super gatas
Tecnologia
Turismo
Vida Animal

Meio Ambiente

O que é Meio Ambiente

Declaração do Ambiente
Aqüíferos
Água o liquido precioso
Anfíbios
Arvores
Animais Pré-histórico
Animais em extinção
Aves
Baleias  ancestrais
Cães
Celenterados ou Cnidários
Cobras
Crustáceos
Donativos voluntários
Equinodermos
Gatos
Grandes Felinos
Insetos
Macacos
Mamíferos em geral
Moluscos
Oceanos e Rios
Peixes água doce
Peixes água salgada
Poríferos
Protozoários
Répteis em geral
Tartarugas
Vídeos de Animais

 

Transforme sua Cidade em um paraíso

 

 
 

 

 

   

Anunciar no Ache Tudo e Região é retorno garantido.

 

 

O homem sem TV

Ciro Pessoa*


Nunca imaginei que fosse passar cinco meses sem assistir a um só programa de televisão. Mas o acaso urdiu esta engenhosa trama e aqui estou, um homem sem TV. Desde que me dou por gente o aparelho faz parte da minha vida. A verdade é que nascemos e, muitas vezes, morremos diante da TV. É algo que não se pode escolher.

Suponho que tenha passado um décimo da minha existência assistindo a noticiários, novelas, programas humorísticos, documentários, comerciais, leilões de tapetes, jogos de futebol... Durante anos, principalmente depois da TV a cabo, fui um compulsivo telemaníaco.

Mas o destino, sempre ele, fez com que, numa das minhas dezenas de mudanças de imóveis, fosse parar num apartamento sem TV. Poderia comprar uma, mas o tempo foi passando e não tomei nenhuma atitude. No começo, fui invadido por um certo pânico. Olhava as pessoas e achava que estavam sabendo de coisas que eu não sabia. Cheguei até a sondar lojas de eletrodomésticos, mas, na hora H, comprei torradeira e liquidificador.

Dois meses foram suficientes para que eu chegasse à conclusão de que poderia viver perfeitamente bem sem TV. Parentes e amigos tentavam me convencer. "Ao menos o telejornal", dizia minha mãe, preocupada com meu avançado estado de emancipação e alienação.

O tempo foi passando, as novelas foram mudando, programas novos no ar, e eu cada vez mais por fora. Se alguém me dirigia um comentário sobre TV, eu prontamente respondia: "Não tenho visto TV. Não sei do que se trata".

No balanço dessa "experiência involuntária", não ter visto novelas, por exemplo, tornou-me mais audaz e criativo no quesito amor. Por mais consciente que o telespectador esteja das mentiras e estereótipos que as novelas embutem nas cenas, acaba sendo presa dessas fórmulas. Quanto aos telejornais, idem. Todos têm sua interpretação dos fatos, manipulam como querem a opinião pública. Sabia dos fatos por um jornal diário (igualmente opinativo nas entrelinhas), até que minha assinatura expirou e não quis renová-la. Minha fonte de informações básica, hoje, é a internet.

Então, onde quero chegar? Onde cheguei? Não sei. Como me disse um grande amigo, nossa sociedade abomina a solidão. E, creiam, ela é muito difícil de ser conquistada. Sem TV, mais ainda. Mas com certeza não é só a solidão que quero alcançar. Ela é uma das peças do quebra-cabeça. Existem outras que a vida está pouco a pouco me revelando. No fundo, sinto que algo parece não ter dado certo na civilização.

E, é claro, não foi a TV.


*Ciro Pessoa é feliz, mesmo sem TV.


 

Opine pela inteligência  ( "PLANTE UMA ÁRVORE NATIVA")

 

 

 

 

 

 

Conheça o Ache Tudo e Região  o portal de todos Brasileiros. Coloque este portal nos seus favoritos. Cultive o hábito de ler, temos diversidade de informações úteis ao seu dispor. Seja bem vindo , gostamos de suas críticas e sugestões, elas nos ajudam a melhorar a cada ano.

 

Faça parte desta comunidade, venha para o Ache Tudo e Região 
 
 
 

 

Copyright © 1999 [Ache Tudo e Região]. Todos os direitos reservado. Revisado em: 01 março, 2017. Não nos responsabilizamos pelo conteúdo expresso nas páginas de parceiros e ou anunciantes. (Privacidade e Segurança) Melhor visualizado em 1280x800