Home Pesquisar Úteis Ambiente Astronomia Recicle Cidades Árvores Dinossauros Anuncie Noticias Fale
 

Serviço

 
Academias
Academias

Advocacia

Agencia Viagens Turismo

Alimentos Gerais

Agropecuária

Associações Cooperativas
Artesanatos

Auto Escolas

Automotores em Geral

Beleza
Bicicletas

Cabeleireiros

Cartórios

Cerâmica Art
Chaveiros 24 horas

Classificados

Cinemas

Clínicas Veterinária

Comunicação Visual

Cursos Consultorias
Confecções
Dedetização e Limpeza

Despachantes

Diversão e Lazer

Educação e Cultura

Eletro Eletrônico

Embalagens Serviços

Emprego

Empresa de Limpeza

Escritórios

Esporte e Lazer

Farmácias e Drogarias

Ferro Ferragens Art

Plantas

Pescarias
Farmácias e Drogarias
Ferro Ferragens Art

Floriculturas

Forros e Divisórias

Fotografias

Gráficas

Hotéis e Pousadas

Imobiliárias

Indústria Fábricas

Informática

Internet
Investimentos

Jornais

Lavanderias

Livrarias

Lojas e Decoração

Materiais de Construção

Mão de Obra
Móveis
Papelarias
Pedras Decorativas
Plásticos Embalagens

Profissionais

Recursos Humanos

Religião

Saúde e Estética

Serralherias

Serrarias Art
Shopping

Tarot e Búzios

Telas e Quadros

Telefonia
Telemensagem

Transportes geral

Utilidade Publica

Veículos Comunicação
Vidraçarias
Web
Xerox
 

Serviço

 
Árvore
Bolsa de valores
Carta ao Leitor
Ciência
Culinária
Desaparecidos
Descobrimento do Brasil
Emissoras de Rádios
Endereços Úteis
Historia do Brasil
Globalização
Lixo Recicle
Mandamentos
Mapa do Brasil
Meio Ambiente
Mulher
Musicas
Paises
Plantas Medicinais
Piadas
Política
Olimpíadas
Sexo
Site uteis
Truques do amor
Vídeos
Jogos
Noticias Gerais
Nossa Historia
 
 
 
Cidades do Rio de Janeiro RIO DE JANEIRO Noticias



A cidade do Rio de Janeiro é a Capital do estado, Brasil. America do Sul.

Fogos de artifícios matam e atacam o sistema neurológico das crianças, diga não.

:
Rio de Janeiro, capital do estado homônimo, é a segunda maior metrópole, situada no Sudeste do país. Cidade brasileira mais conhecida no exterior e maior rota do turismo internacional no Brasil, funciona como um "espelho", ou "retrato" nacional, seja positiva ou negativamente.

 

É um dos principais centros econômicos, culturais e financeiros do país, sendo internacionalmente conhecida por diversos ícones culturais e paisagísticos, como o Pão de Açúcar, a estátua do Cristo Redentor (uma das sete maravilhas do mundo moderno), as praias dos bairros de Copacabana, Ipanema e Barra da Tijuca (entre outros), o Estádio do Maracanã, o Estádio Olímpico João Havelange, a floresta da Tijuca, a Quinta da Boa Vista, a ilha de Paquetá, o Réveillon de Copacabana e o Carnaval.

 



Representa o segundo maior PIB do país(e o 30º maior do mundo), e é sede das duas maiores empresas brasileiras, além do maior conglomerado de empresas de mídia e comunicações da América Latina. Contemplado por grande número de universidades e institutos, é o segundo maior pólo de pesquisa e desenvolvimento do Brasil, responsável por 17% da produção científica nacional.

Foi capital do Brasil Colônia a partir de 1763, capital do Império Português na época das invasões de Napoleão, capital do Império do Brasil, e capital da República até a inauguração de Brasília, na década de 1960. É também conhecida por Cidade Maravilhosa, e aquele que nela nasce é chamado de carioca.

 

Cultura e educação

Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
Universidade Rural em Seropédica.O estado do Rio de Janeiro, possui o maior nível de educação no Brasil[carece de fontes?]. Apesar da precariedade, os estudos mostram que a nível nacional, escolas públicas fluminenses possuíram bons índices de aproveitamento.

O estado possui um bom número de universidades federais do Brasil, sendo elas: Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), maior universidade federal do país, Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio). As demais, Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) também possuem grande destaque, e são mantidas pelo governo fluminense.
 


O Rio de Janeiro era o terceiro estado brasileiro por número de pessoas acima de 15 anos alfabetizadas, com apenas 6,6% de sua população nessa faixa etária analfabeta. O estado estava atrás apenas do Distrito Federal (5,7%) e do estado de Santa Catarina (6,3%). Dados divulgados pelo mesmo instituto em 2008 indicam que o Rio é hoje o segundo estado do Brasil por número de pessoas acima de 15 anos alfabetizadas, com apenas 4,3% dessa sua população analfabeta, perdendo apenas para o Distrito Federal. Entretanto, em relação ao índice de analfabetos funcionais (14,4%), o estado perde para o Distrito Federal (10,9%) e para São Paulo (14%), ficando na terceira posição na lista.

A força cultural do estado está espelhada principalmente na capital, a cidade do Rio de Janeiro, que pode ser considerada também a "capital cultural do Brasil". O município de Niterói, nos últimos anos começou uma grande revolução nesse setor quando houve a inauguração do Museu de Arte Contemporânea da Cidade (Obra de Oscar Niemeyer) e em breve a inauguração do Caminho Niemeyer, projeto do mesmo arquiteto do MAC, que contará com teatro, cinemas, museu, igrejas e um centro de memória.

Em 2006, 65% da produção do cinema nacional foi realizada por produtoras sediadas na capital fluminense, que possui, também, cerca de 180 salas de cinema, maior proporção do país entre as capitais, e a maior proporção também de museus, (80 no total e 43 teatros).

Entre os principais museus do estado estão o Museu Imperial de Petrópolis, Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), o Museu Histórico Nacional, o Museu Histórico da República, o Museu Chácara do Céu, o Museu de Arte Moderna (MAM), o Museu da Quinta da Boa Vista, o Museu de Arte Contemporânea (MAC) e o do Forte de Copacabana - Museu Histórico do Exército.

Também está em construção na capital fluminense, na Barra da Tijuca, a Cidade da Música Roberto Marinho, um complexo que abrigará a maior sala de concertos da América Latina.

 

Etnias

Pico Maior de Friburgo. Um dos pontos de maior altitude do estado com 2316 metros.O estado do Rio de Janeiro é formado por enorme gama de etnias e povos, principalmente pelo fato de sua capital ter sido capital do estado brasileiro. Inicialmente a população do estado do Rio de Janeiro foi marcada pela presença de povos indígenas, assim como toda a costa brasileira.

No início do século XVI, habitavam o Rio de Janeiro quatro grandes grupos indígenas, classificados de acordo com seu grupo lingüístico:

Tupis-guaranis: habitavam o litoral e constituíam diversas tribos como os Tupinambás ou tamoios e os Tupiniquins.
Puri-coroado, maxakali e botocudo, da língua macro-jê. Habitavam o interior, sobretudo a bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul.


Os goitacases, que habitavam a foz do rio Paraíba do Sul.
As tribos guaianás ou Goianás que viviam no litoral sul, entre Angra dos Reis e Paraty, e na Ilha Grande. Seu tronco lingüístico não foi classificado.


Com a colonização, as tribos indígenas foram extintas. Em 30 de maio de 1902, na paróquia de Santo Antônio de Pádua, no município de mesmo nome, foi registrado o último óbito de índio natural do estado do Rio de Janeiro: Joaquina Maria Pury. Em fins da década de 1940, guaranis migraram para a região de Angra e Paraty. Eles só vieram a ser descobertos pelo governo federal em 1974 com a construção da Rodovia Rio-Santos. Atualmente, os 500 guaranis do estado vivem em três aldeias: Sapukaí, Itatiim e Araponga.

No século XVI, desembarcam na região os franceses, que na Baía da Guanabara instalam uma colônia de refugiados religiosos. Logo em seguida os portugueses invadem a região, e na guerra com os franceses, saem vitoriosos, sendo fundada a Cidade do Rio de Janeiro pelo português Estácio de Sá.

Nos séculos seguintes, a população da região é formada basicamente por portugueses e africanos, trazidos à força pelos portugueses na condição de escravos. Até meados do século XIX, a maioria da população fluminense era composta por negros, porém, o número de imigrantes portugueses desembarcados na cidade do Rio passou a crescer repentinamente naquele século, o que fez com que praticamente se igualasse o número de pessoas de origem africana e as de origem portuguesa.

Posteriormente, outros povos contribuíram para a formação da população do estado, como alemães, italianos, suíços, espanhóis, dentre outros, aos quais se somaram os brasileiros de todos os estados, atraídos pela capital do País até a década de 1960, a cidade do Rio de Janeiro.
 

Os primeiros imigrantes não-portugueses a chegar à região foram os suíços, em 1818, fundando na região das serras a cidade de Nova Friburgo. Pouco mais tarde, começariam a chegar os alemães, que também rumaram para as serras, principalmente para a região de Petrópolis. Italianos e espanhóis chegariam mais tarde, contribuindo também para a diversidade étnica do Rio de Janeiro.


  Proteger as árvores, animais, rios e mares é um dever cívico. Faça sua parte, todos seremos responsabilizados pelo que estamos fazendo de mal a natureza.




Conheça o Ache Tudo e Região  o portal de todos Brasileiros. Cultive o hábito de ler, temos diversidade de informações úteis ao seu dispor. Seja bem vindo, gostamos de suas críticas e sugestões, elas nos ajudam a melhorar a cada ano.


População estimada 2015 (1) 6.476.631
População 2010 6.320.446 IBGE
Área da unidade territorial 2015 (km²) 1.200,179
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) 5.265,82
Código do Município 3304557
Gentílico carioca
 
Clique em historia ou utilidade pública, saiba tudo sobre a origem e informações gerais de sua cidade.



Copyright © 1999 [Ache Tudo e Região]. Todos os direitos reservado. Revisado em: 22 novembro, 2016. Melhor visualizado em 1280x800 pixel