Pesquisar

Animais e Meio Ambiente

Endereços úteis

sAnuncie

Bate Papo

HOME

Lixo Recicle Emprego Astronomia Desaparecidos Noticias Fale Conosco
 
 

 
 

 

   

Anunciar no Ache Tudo e Região é certo que será visto.

 

Meio Ambiente Turismo Fotos Historia Mapas Dados Gerais

 

Lima é a capital do Peru, assim como sua maior e mais populosa cidade. Situada na costa central do Peru, as margens do Oceano Pacífico, onde forma uma área urbana continua conhecida como Região Metropolitana de Lima, a qual se estende sobre os vales dos rios Chillón, Rímac e Lurín, dentro das províncias de Lima, sua sede, e da Callao.

 



Sua fundação hispânica foi em 18 de janeiro de 1535, como a Cidade dos Reis. Passou a ser a capital do Vice-Reino do Peru durante o regime espanhol e depois da independência passou a ser a capital da República do Peru.

Segundo o censo de 2007, a Região Metropolitana de Lima tem aproximadamente 8,5 milhões de habitantes – mais de 7,6 milhões são residentes da Província de Lima–, representando aproximadamente 30% da população peruana, pelo que é a maior metrópole do Peru, assim como a quinta mais populosa da América Latina e uma das 30 maiores áreas metropolitanas do mundo.

Uma evidência do desenvolvimento da cidade nos últimos tempos é o ranking da revista América Economía, no qual Lima aparece como uma das 50 melhores cidades para fazer negócios da América Latina em 2009, ficando à frente de Brasília, San Salvador, Caracas e La Paz. O crescimento constante de Lima tentando se estabelecer como uma das cidades mais importantes não foi despercebido. Em 2008, o World Cities Study Group and Network (GaWC) do Reino Unido, incluiu o nome da cidade em uma lista de cidades classificadas por sua economia, cultura, acontecimentos políticos e patrimônios históricos. A cidade foi classificada na mesma categoria de outras áreas metropolitanas do mundo de grande destaque, como Miami, Bangalore, Boston, Cairo, Copenhaga e Berlim, sendo que a cidade ficou acima de outras como Kiev, Houston, Beirute e Carachi.


Toponímia
O atual vale do Rio Rímac recebia o nome de Rimaq (pronunciado [ˈli.maq] segundo a pronuncia lambdacista do quéchua costenho e como [ˈɾi.maq] nas variantes da serra) como referência a huaca de Santa Ana. Como em outros topônimos, a oclusiva final terminou por eliminar-se ao passar ao castelhano, preferindo-se com o tempo a grafia Lima após coexistir em documentos com as formas Limac e Lyma.

Ao ser fundada a capital da colônia recebeu o nome de Ciudad de los Reyes devido a que o território limenho foi invadido em 6 de janeiro, Dia de Reis. No entanto persistiu o nome da região, pelo qual o novo centro urbano tornou-se conhecido como a cidade de Lima. O rio, em vez disso, teve alterada sua grafia por indicação do "Terceiro Concílio Limense", da mesma forma que outros topônimos de origem quéchua.
 

Localização de Lima no Peru
12° 02' 06" S 77° 01' 07" O12° 02' 06" S 77° 01' 07" W

Alcaide (2003) Luis Castañeda Lossio
Região Província de Lima
Dados
Fundação 18 de janeiro de 1535
Área 2,664 67 km²
População 7,605,742 hab. (INEI 2007)
Densidade 8.544 hab./km²
Altitude 154 metros
Gentílico Limenho
Código postal 051
Website http://www.munlima.gob.pe

Brasão de Lima

Bandeira de Lima




Economia

San Isidro.Lima é o maior centro econômico do país. A Grande Lima tornou-se, com cerca de 7.000 lojas, um foco dominante de desenvolvimento industrial. Isso contribui para o grande número e maior força de trabalho de qualidade, a importância do mercado de vendas, a infraestrutura favorável e em particular o desenvolvimento do tráfego. As principais indústrias são os têxteis e o vestuário, alimentos e indústrias de processamento de bebida. Além disso, os produtos químicos, veículos, peixe e produtos de petróleo e artigos de couro são fabricados em grande quantidade na cidade.

O Porto de Callao, em Lima, é um dos mais importantes portos de pesca e comercial da América do Sul. Responde por 75% das importações e exportações do Peru. Ele também tem ampla capacidade de armazenamento de produtos frios e várias docas secas. Os principais produtos exportados no porto são produtos derivados do petróleo, cobre, ferro, prata, zinco, chumbo, do algodão, açúcar e café.

O Produto interno bruto (PIB) de Lima, em 2005, foi de $ 32,765 bilhões de dólares. Este valor representa cerca de 48% do PIB do Peru. O PIB per capita ascendia a $ 3,643 em Lima, acima da média nacional peruana, que é de $ 2,513. O crescimento econômico médio anual nos últimos cinco anos foi entre 4% e 5%.

Lima abriga quase todas as grandes empresas nacionais, bancos e companhias de seguros do país, além da Bolsa de Valores de Lima (BVL). Fundada em 1860 como "Bolsa de Comércio de Lima", recebeu seu nome atual em 1971. A maioria das companhias estrangeiras presentes no Peru está localizadas em Lima. Há uma grande concentração da indústria, em particular da gestão, pesquisa e departamentos de vendas. Além disso, os desdobramentos regionais da indústria são determinadas principalmente da capital, de modo que a região metropolitana tem uma relação centro-periferia forte.

Os problemas em Lima que afetam a economia incluem os altos níveis de poluição do ar pelas emissões de poluentes provenientes da indústria e pelos veículos automóveis. Na indústria, que está concentrada principalmente na região metropolitana de Lima, há disposição inadequada de resíduos e da capacidade de tratamento de esgoto, gases residuais e dos resíduos.

Comércio

Shopping em Chinatown.O Centro Comercial Jockey Plaza, em Surco é um dos maiores centros comerciais da cidade. O local foi construído no estilo de um shopping center norte-americano. Há supermercados, bancos, boutiques, lojas de esportes, lojas de bricolage e restaurantes.

O Centro Comercial de San Isidro tem uma estrutura semelhante à loja Jockey Plaza, porém um pouco menor. O Centro de Entretenimiento Larcomar é um moderno centro comercial situado no passeio marítimo com restaurantes, cafés, um grande cinema e pistas de bowling. Outro centro comercial em grande escala é o Centro Comercial San Miguel, próximo ao zoológico principal em Lima, e o Parque de las Leyendas.

O Mercado Central, um mercado de frutas e vegetais, localizado no centro de Lima, entre o Huallaga e Ucayali, é um dos maiores mercados a céu aberto da cidade. O Mercado Índio em Miraflores, o Centro Artesanal Carabaya e o Centro Artesanal Santo Domingo oferecem uma grande variedade de artesanato peruano (incluindo couro, prata, madeira, têxteis e cerâmica).

Estrutura urbana
Tráfego

Estação "Desamparados".Para ir até à fronteira com o Brasil, a viagem leva cerca de 15 a 20 horas. A rodovia também é a principal ligação à Cordilheira dos Andes e leva até La Oroya. Ao norte a rodovia segue para Tingo Maria de Pucallpa, ao sul vai para Huancayo.

Em Lima, não há uma estação central de autocarros. Todas as empresas de ônibus têm seus próprios terminais. A viagem em táxis em Lima é bastante comum. Está sendo construída em Lima, desde julho de 2007, uma estação de metropolitano no centro da cidade, que irá melhorar a ligação do Centro Histórico de Lima com as regiões periféricas.

A primeira linha ferroviária da América do Sul, criada em 17 de maio de 1851, foi colocada em operação em Lima, e liga a cidade a Callao, distante cerca de 13 km.

Transporte

Os microônibus, um dos transportes urbanos mais comuns em Lima.Lima se encontra conectada com o resto do país através da Rodovia Pan-americana e a Carretera Central. A capital se comunica com todas as cidades da costa através da rodovia Pan-americana, que corre paralela ao mar; sua seção Norte chega a Tumbes (limite com Equador), a 1.370 km. de distancia, e a seção Sul recorre 1291 km. até Tacna (fronteira com Chile). La conexão com as cidades da serra é através da Carretera Central e da rota Paramonga Huaraz (asfaltadas) e das vias de penetração afirmadas a Yauyos, Huancayo, Huacho, Oyón, Huánuco, Canta, La Oroya, Pucallpa, etc.

Um dos grandes problemas atuais da cidade de Lima é o relativo ao transporte público. Esta situação tem levado a construção, por parte das autoridades municipais, de viadutos, pontes, interseções viárias, vias expressas e passos a desnível como fórmula para solucionar os constantes congestionamentos. Apesar dele, Lima é a cidade que concentra todas as ofertas de transporte do país com exceção da fluvial.

Transporte aéreo
Lima se encontra servida pelo Aeroporto Internacional Jorge Chávez, localizado em El Callao, o terminal mais importante do país em quanto a tráfico aéreo nacional e internacional. Pelo movimento anual de passageiros é atualmente um dos mais importantes da América Latina e é o centro de operações (hub) de várias linhas aéreas para América do Sul. As ampliações e remodelações que se efetuam em sua infra-estrutura (ano 2008) prevêem a extensão de seus serviços para atender a unos 10 milhões passageiros proximamente segundo a empresa concessionária Lima Airport Partners .

Lima possui também outros cinco aeródromos como a Base Aérea Las Palmas localizada no distrito de Santiago de Surco, de uso exclusivamente militar; o Aeroclube de Collique, localizado no distrito de Comas, utilizado pela aviação geral e para a instrução de pilotos de aviação comercial; e outras pistas de aterrissagem para aeronaves menores nos balneários de Santa María del Mar, San Bartolo e Chilca. São usados majoritariamente para esportes.


O Aeroporto Internacional Jorge Chávez é o terminal aéreo mais importante do país.Transporte marítimo
Quanto ao transporte de carga, no porto de El Callao concentra-se a maior parte do transporte marítimo nacional. Atualmente se mobilizam mais de um milhão de contêineres ao ano convertendo-o no porto com maior movimento de carga da costa oeste da América do Sul.

Em quanto ao transporte de passageiros, a proximidade da cidade com El Callao permite que os eventuais barcos cruzeiros que ancoram neste possam gozar dos serviços que brinda a cidade de Lima.

Transporte terrestre

O único país limítrofe com a qual Lima não se encontra conectada por via terrestre é o Brasil (situação que se busca superar com a implementação da Corredor bioceânico) atualmente em construção. As rotas mais utilizadas na atualidade são as que levam as cidades de Santiago de Chile e Buenos Aires (Argentina). Por sua localização no centro do litoral peruano, Lima é o ponto de confluência das principais rodovias do país. As vias troncais que nascem de Lima e comunicam a todo o Peru são três:

Rodovia Pan-americana Norte, que nasce do traçado urbano da cidade, comunica os distritos do norte da cidade (distritos de San Martín de Porres, Independencia, Los Olivos, Comas, Puente Piedra e Ancón) com os departamentos nortenhos (norte do Lima, Ancash, La Libertad, Lambayeque, Piura e Tumbes). Do recorrido desta rodovia nascem varias vias de penetração aos demais departamentos do norte do país.
Rodovia Central, que nasce do traçado urbano da cidade, comunica os distritos do leste da cidade (distritos de Ate, Santa Anita, Chaclacayo e Lurigancho) com os departamentos do centro do país (departamentos de Junín, Pasco, Huánuco, Ucayali). A rodovia central tem vários ramais de penetração em cada uno destes departamentos.
Rodovia Pan-americana Sul, que nasce do traçado urbano da cidade, comunica os distritos do sul da cidade (distritos de Surco, San Juan de Miraflores, Villa El Salvador, Lurín, Punta Hermosa e Pucusana, entre outros) com os departamentos sulinos (sul do Lima, Ica, Arequipa, Moquegua e Tacna). Do recorrido desta rodovia nascem varias vias de penetração aos demais departamentos do sul do país.
Dado que a cidade não conta com una central que sirva como ponto de partida e chegada, existem terminais particulares por cada empresa de transporte e também há estações informais como Fiori no distrito de San Martín de Porres para as rotas para o norte do país, Yerbateros no distrito de San Luis para as rotas do centro e Atocongo no distrito de San Juan de Miraflores para as rotas do sul.

Transporte urbano
Ônibus
Em toda a cidade existem mais de 450 rotas de transporte urbano, as quais são brindadas por ônibus, microônibus e kombis. Este sistema se caracteriza pela falta de renovação das unidades e em vários casos leva certa informalidade de operação, ainda quando as empresas têm rotas estabelecidas. As caminhonetas rurais conhecidas popularmente como kombis, são o típico veículo de transporte público para distancias cortas, e si bem as rotas cobrem quase toda a área metropolitana, o serviço é deficiente em quanto a Standards de segurança e comodidade.


A Via Expressa.O Sistema Metropolitano
O Sistema Metropolitano de Transporte, e um sistema de transporte urbano que contempla a implementação de Corredores Segregados de Ônibus de Alta Capacidade (COSAC 1), nos principais eixos da cidade de Lima. Una primeira etapa de este corredor, de 33 quilômetros de longitude, se encontra atualmente em execução. Este sistema é similar ao TransMilenio de Bogotá, na Colômbia ou ao Transantiago de Santiago de Chile . O projeto estaria listo para a segunda quinzena de abril em 15 de abril de 2010 se inaugura a primeira parte

Trem urbano ou Metropolitano

Metro de Lima na Estação de Villa El Salvador.Ao implementar-se a rede do trem urbano ou Metro se converteria no sistema de transporte maciço mais rápido em Lima. Na atualidade, este sistema conta apenas com uma linha, denominada Linha 1), a qual recorre um total de 9,2 km no sul da cidade (atravessando os distritos de Villa El Salvador, Villa María del Triunfo e San Juan de Miraflores). A linha não está operando de maneira comercial devido à insuficiente demanda para custear seu funcionamento.

Em 2010, se retomará o projeto de extensão da Linha 1 desde a Estação Atocongo no distrito de San Juan de Miraflores até o Hospital 2 de Mayo na Av. Grau, no Centro de Lima, o qual suma um total de 20,9 km de percurso. Em março de 2010, iniciaram-se as obras civis para executar dito projeto, com financiamento do Estado. A operação e mantendo o serviço será concessionado a um operador privado. Prevê-se que o sistema esteja em funcionamento a meados do ano 2011.

Educação

Universidad Nacional Mayor de San Marcos, a mais antiga do continente, chamada Decana de América e fundada em 12 de maio de 1551.Lima é um dos principais centros culturais do Peru. Na cidade há 28 universidades, entre as quais se encontra a mais antiga do continente: a Universidad Nacional Mayor de San Marcos, chamada Decana de América e fundada em 12 de maio de 1551. O dia 12 de maio deu lugar à celebração do dia da Universidade Peruana.

Outras universidades estatais têm um importante papel no ensino e investigação, tais como a Universidade Nacional de Engenharia, fundada em 1876, a Universidade Nacional do Callao, a Universidade Nacional Federico Villarreal, a Universidade Nacional Agraria La Molina e única Universidade dedicada a formação de Docentes, a Universidade Nacional de Educação Enrique Guzmán y Valle, conhecida como "La Cantuta" situada em Chosica e fundada em 6 de julho de 1822 pelo Libertador Don José de San Martín, dando assim lugar à celebração do dia do professor, por ser data da fundação da primeira Escola de Preceptores no Peru.

A Pontifícia Universidade Católica do Peru é a primeira universidade privada do país (fundada em 1917). Outras instituições universitárias na cidade são a Universidade Inca Garcilaso de la Vega (fundada em 21 de dezembro de 1964 pela Asociación AIPP da Universidad Nacional Mayor de San Marcos), Universidade ESAN, a Universidade de Piura, a Universidade do Pacífico, a Universidade de Lima, a Universidade Peruana Cayetano Heredia, a Universidade Peruana de Ciências Aplicadas, a Universidade Alas Peruanas, a Universidade Ricardo Palma, a Universidade San Martín de Porres, a Universidade San Ignacio de Loyola, entre outras.

Universidad Nacional Mayor de San Marcos
Foi fundada em 12 de maio de 1551 por Frei Tomás de San Martín, através de um decreto do rei Carlos I de Espanha. Os professores foram treinados na própria universidade. Assim, a universidade é a mais antiga da América e uma das mais antigas do mundo. Em 2002, mais de 29.800 alunos estavam matriculados na universidade em cursos de graduação e outros 3.549 alunos estavam matriculados em cursos de pós-graduação. Atualmente é uma das principais instituições de ensino do Peru. Passaram pela universidade a maior parte dos mais influentes cientistas, políticos, escritores e filósofos do Peru contemporâneo.


Vista do Clube de Golfe de Lima, no fundo, a linha de horizonte da capital peruana.Cultura e sociedade
Centro Histórico de Lima

Catedral de Lima à noite
Procissão do Senhor dos Milagres - Plaza de ArmasA originalidade de seu centro histórico lhe valeu ser declarado pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade no ano de 1988.

Museus

Lista de museus interessantes do ponto de vista

1.Casa Museu "José Carlos Mariátegui" (história natural e ciências)
2.Casa Museu "Julia Codesido" (história natural e ciências)
3.Casa Museu "Miguel Grau" (história)
4.Casa Museu "Ricardo Palma" (história)
5.Museu "Sala Museo de Oro(arqueologia e história)
6.Museu Aeronáutico
7.Museu Amano (Arqueologia e história)
8.Museu "Andrés Avelino Cáceres" (história)
9.Museu "Antonio Raimondi" (história natural e ciências)
10.Museu Arqueológico Rafael Larco Herrera
11.Museu Arqueológico del Colegio Juan XXIII
12.Museu Arqueológico "Josefina Ramos de Cox"
13.Museu Comunitário Inti Raymi (arte)
14.Museu de Arte (arte)
15.Museu de Arte Colonial Pedro de Osma (arte)[2]
16.Museu de Arte Italiano (arte)
17.Museu de Arte Popular
18.Museu de Arte Religioso de la Catedral
19.Museu de Arte da "Universidad de San Marcos (UNMSM)"
20.Museu de Criminalística de la Policía Nacional del Peru
21.Museu del Banco Central de Reserva del Peru (arqueologia e história)
22.Museu del Centro de Investigação Arqueológica de Ancón
23.Museo de los Combatientes del Morro de Arica
24.Museo del Convento de los Descalzos (arqueologia e história)
25.Museo del Convento de San Francisco (arqueologia e história)
26.Museu Histórico Militar del Real Felipe
27.Museo de la Nación (arqueologia e história)
28.Museo Geológico de la Universidad Nacional de Ingeniería (história natural e ciências)
29.Museu Nacional de Antropologia, Arqueologia e História
30.Museu Nacional de Informática
31.Museu Nacional de la Cultura Peruana
32.Museu de História Natural "Javier Prado" (Universidad de San Marcos)
33.Museu de História Natural da Universidad Particular Ricardo Palma
34.Museu de Ingeniería de Minas "George Petersen" de la Universidad Católica (PUCP)
35.Museu de Investigaciones de Zonas Áridas da Universidad Nacional Agraria (UNA)
36.Museu da Biblia
37.Museu da Eletricidade
38.Museo de la Inmigración Japonesa (história)
39.Museo de Oro del Peru y Armas del Mundo
40.Museu do Sitio Huaca Huallamarca (arqueologia e história)
41.Museu do Sitio Huaca Pucllana (arqueologia e história)
42.Museu do Sitio Huaca Puruchuco
43.Museu do Sitio del Mirador del Cerro San Cristóbal (arqueologia e história)
44.Museu do Sitio de Pachacámac (arqueología e história)
45.Museu do Sitio del Parque Reducto N° 2 (arqueologia e história)
46.Museu do Hospital Santo Toribio de Mogrovejo
47.Museu do Petróleo
48.Museu do Teatro
49.Museu "Marina Núñez del Prado" - Biblioteca Falcón
50.Museu Memória "Coronel Leoncio Prado" (história)
51.Museu Multidisciplinario del Colegio La Salle (história natural y ciências)
52.Museu Naval
53.Museu Numismático del Banco Wiese
54.Museu Postal y Filatélico (Direção Geral de Correios)
55.Museu Taurino de la Plaza de Acho (história)
56.Museu del Tribunal de la Santa Inquisición (arqueologia e história)
57.Museu Universitario de la Universidad Nacional Federico Villarreal (arqueologia e história)
58.Museu do Vice-reino (arqueologia e história)
Museus na Grande Lima
1.Museu Arqueológico Comunal de Carquín
2.Museu do Sítio de Puruchuco
3.Museu Municipal de Chancay
4.Museo y Balcón Histórico de Huaura
Cidadãos ilustres
José Bernardo Alcedo, compositor peruano;
Isabel Allende, jornalista e escritora ;
Alexis Amore, atriz pornográfica;
Fernando Belaúnde Terry, político peruano, presidente de seu país por duas vezes, entre julho de 1963 e outubro de 1968, quando foi derrubado por um Golpe Militar liderado pelo general Juan Velasco Alvarado e entre julho de 1980 até julho de 1985;
Francisco Bolognesi Cervantes, militar;
Javier Pérez de Cuéllar, diplomata e político. Foi secretário-geral das Nações Unidas de 1982 a 1991;
Juan Diego Flórez, tenor ;
Alberto Fujimori, engenheiro agrônomo e político nipo-peruano que ocupou a presidência do Peru de 28 de julho de 1990 a 17 de novembro de 2000;
Alan García, político peruano e atual presidente do Peru, cargo que já ocupara de 28 de Julho de 1985 a 28 de Julho de 1990;
Fernando Fernán Gómez, ator e diretor;
José Paolo Guerrero, futebolista;
Gustavo Gutiérrez Merino, teólogo e sacerdote dominicano, considerado por muitos como o fundador da Teologia da Libertação;
Claudia Llosa, cineasta;
Nicolás Lindley López, Presidente do Peru de 3 de Março de 1963 a 28 de Julho de 1963;
Ricardo Pérez Godoy, Presidente do Peru de 18 de Julho de 1962 a 3 de Março de 1963;
Claudio Pizarro, futebolista;
Martinho de Porres, religioso e santo;
Manuel Prado y Ugarteche, Presidente do Peru de 8 de Dezembro de 1939 a 28 de Julho de 1945;
Rosa de Lima, mística da Ordem Terceira Dominicana canonizada pelo Papa Clemente X em 1671. É a primeira santa da América e padroeira do Peru;
Felipe Santiago Salaverry, militar;
Juan Luis Cipriani Thorne, cardeal e arcebispo de Lima desde 9 de janeiro de 1999;
Jefferson Farfán, futebolista.
Cidades-irmãs
Lista das cidades-irmãs de Lima:

Arequipa, Peru
Cusco, Peru
Piura, Peru
Nova York, Estados Unidos
Los Angeles, Estados Unidos
Austin, Estados Unidos
Cleveland, Estados Unidos
Miami, Estados Unidos
Bordeaux, França
Pequim, China
Manila, Filipinas
Madrid, Espanha
Cidade do México, México
São Paulo, Brasil
Brasília, Brasil
Manaus, Brasil
Tegucigalpa, Honduras
Buenos Aires, Argentina
Guadalajara, México
Montreal, Canadá
Bogotá, Colômbia
Cairo, Egito
Cardiff, Reino Unido
Pescara, Itália
Tiatira, Turquia
Karaçoban, Turquia

A cidade de Lima inclui o sítio Centro Histórico de Lima, Património Mundial da UNESCO.


Galeria de imagens
Palácio de Justiça à noite
Museu Arqueologico Rafael Larco
Museu de Arte
Museu Nacional

San Isidro, distrito financeiro
Plaza San Martín
Plaza de Armas
Frontispício da Catedral


Referências:

1. Artículo 49° (em español). Constitución política del Perú (1993). Página visitada em 2009 03 24 de 2009. "La capital de la República del Perú es la ciudad de Lima…"
2. Instituto Nacional de Estadística e Informática, Censos Nacionales 2007: XI de Población y VI de Vivienda, Primeros Resultados pp. 18, 26.
3. Cidades para investir na América Latina. Terra (29 de abril de 2010).
4. GaWC - The World According to GaWC 2008. Página visitada em 28 de abril de 2010.
5. Hemming, The conquest, p. 28.
6. Klarén, Peru, p. 39.
7. Hemming, The conquest, p. 203–206.
8. Klarén, Peru, p. 87.
9. Andrien, Crisis and decline, pp. 11–13.
10. Andrien, Crisis and decline, p. 26.
11. Higgings, Lima, p. 45.
12. Andrien, Crisis and decline, p. 28.
13. Walker, "The upper classes", pp. 53–55.
14. Ramón, "The script", pp. 173–174.
15. Anna, Fall of the royal government, pp. 4–5.
16. Anna, Fall of the royal government, pp. 23–24.
17. Anna, Fall of the royal government, pp. 176–177.
18. Anna, Fall of the royal government, pp. 178–180.
19. Asociación Latinoamericana de Estudiantes de Geografía
20. Railroads of Central Peru and Lima (em inglês). PeruTren. Página visitada em 29 de abril de 2010.
21. a b c http://sisbib.unmsm.edu.pe/bibvirtual/libros/historia/San_marcos/Fund_Uni_Sto_Domin.htm
 

 

 

Opine pela inteligência  ( "PLANTE UMA ÁRVORE NATIVA")

 

 

Conheça o Ache Tudo e Região  o portal de todos Brasileiros. Coloque este portal nos seus favoritos. Cultive o hábito de ler, temos diversidade de informações úteis ao seu dispor. Seja bem vindo , gostamos de suas críticas e sugestões, elas nos ajudam a melhorar a cada ano.

 

Faça parte desta comunidade, venha para o Ache Tudo e Região
 
 

Copyright © 1999 [Ache Tudo e Região]. Todos os direitos reservado. Revisado em: 30 abril, 2014. Não nos responsabilizamos pelo conteúdo expresso nas páginas de parceiros e ou anunciantes. (Privacidade e Segurança) Melhor visualizado em 1280x800