Home Pesquisar Úteis Ambiente Astronomia Recicle Cidades Árvores Dinossauros Anuncie Noticias Fale
  MARTE  
MAIS DE MARTE
   
 


À bilhões de anos atrás, Marte possuía um grande sistema de rios e vales, a riqueza que deveria ter este planeta a bilhões de anos atrás poderia ser igual a da Terra hoje, algumas formas de vida simples já poderiam estar se desenvolvendo no planeta vermelho ( nesta época ele poderia ser ao invés do vermelho de hoje, ser azul como a terra).

Mas de repente tudo isso parou, Marte possuía um enorme potencial para abrigar vida, possuía o essencial a água, mas a vida não conseguiu se sustentar. A água em determinado momento começou a acabar, os rios que já formavam uma paisagem parecida com a Terra sumiram, grandes lagos ficaram vazios e a vida acabou.

Hoje o que temos é um planeta com uma paisagem parecida com as regiões mais secas da terra, parecendo um verdadeiro deserto, se antes ocorriam chuvas no planeta, hoje elas viraram tempestades de areia iguais a do Saara, na verdade até mais fortes que chegam a cobrir todo o planeta.

Principais características
Distância máxima do Sol ( milhões de Km )
249,1
Distância mínima do Sol  ( milhões de Km )
 206,7
Distância média do Sol    ( milhões de Km ) 
227,9
Diâmetro equatorial ( Km )
6.787
Diâmetro polar ( Km )
6.726
Velocidade orbital ( Km/s )
 24,1 
Volume
15 
Massa
  11
Densidade ( em relação à água )
 3.9
Gravidade
 38
Temperatura ( centigrados )
 - 139/ + 22
Atmosfera
gás carbônico, nitrogênio, argônio
Satélites
2
Translação
687 dias
Rotação
24hs e 37 minutos

RIOS E VALES
DO PASSADO

As sondas Viking 1 e 2 foram de fundamental importância para o reconhecimento do planeta e, foram elas que comprovaram o que já disse acima, Marte um dia teve água, e muita água.
As duas fotos acima são a maior prova disso. A imagem acima a esquerda mostra uma grande ramificação de diversos rios, as marcas estão lá até hoje. A imagem a direita é uma foto mais próxima em Zoom da foto da esquerda, agora a riqueza de detalhes é enorme, podemos ver claramente um grande rio e dele sair um pequeno afluente, isso se repetia por toda a extensão desse antigo rio hoje seco.


A quantidade de água era enorme e incalculável. Para mim, com essa quantidade de água que corria em rios como os das fotos acima, que parecem ser pequenos, mas que na verdade chegam a ser maior que o rio Amazonas, a vida já deveria estar se desenvolvendo.
Acredito que nesses rios já existiam as primeiras e primitivas formas de vida, num processo muito parecido com o que ocorreu na Terra a bilhões de anos atrás, a vegetação podia estar se desenvolvendo nos leitos dor rios, por que não?


A vida nascia em Marte, sua atmosfera com todos estes fatores também deveria ser bem diferente de hoje. O belo processo da vida poderia estar a todo vapor em Marte.

Acima a primeira imagem tirada pela Viking após seu pouso na década de 70, o que se vê é um céu escuro e um solo seco com muitas pedras, fica bem claro devido a cor bem escuro de algumas pedras, principalmente as pedras a direita em segundo plano que a maioria delas tem características vulcânicas devido a sua com negra, acredita-se que muitas delas foram lançadas por vulcões que hoje parecem inativos. Abaixo imagens de uma tempestade de areia em Marte.

A NASA depois de muitos anos voltou a lançar uma sonda que pousasse no planeta, foi a missão Mars Pathifinder/ Soujourney em 1996, mas mesmo com uma tecnologia maior e com um veiculo robotizado que andou pela superfície, o local de pouso foi além de muito próximo a viking muito parecido com as características físicas da região já estudada a 20 anos, por isso muitas imagens não apresentaram novidades em termo de paisagem, isso fico por conta da MCO que vem tirando belas e novas imagens do planeta vermelho. Abaixo alguma dessas fotos.

 

 

De todos os planetas do sistema solar, é Marte que possui as características mais próximas  da Terra. Mas além dessas características, existem formações  no  terreno de Marte que são grandes mistérios.
Além da face existem formações idênticas as pirâmides do Egito, algumas são até muito maiores como as da imagem abaixo. A NASA tirou novas fotos da "face" recentemente, e o que se viu era apenas um jogo de sombras e luz em uma montanha, mas as formações em pirâmides continuam sendo um mistério.

 

Sem dúvida as imagens acima são impressionantes, podemos ver claramente uma pirâmide semelhante as do Egito. É importante sempre ao ver imagens como essa, não ir logo de cara acreditando em notícias que buscam ser sensacionalistas, pois podem ser formações naturais.
Nós astrônomos amadores podemos ver facilmente Marte a olho nu, mas em algumas épocas, quando fica muito distante da terra ou quando fica atrás do Sol, fica impossível observá-lo


Mas o ano de 99 será muito bom para observá-lo, ele estará muito perto da terra e com um telescópio refletor de 114mm você já pode começar a observar o planeta e seus detalhes.
Diferente dos gigantes gasosos, como Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, e também o planeta Vênus, que não pertence ao grupo dos gigantes gasosos mas que assim como eles, são cobertos com uma camada de gás. Marte é o único globo, além da Lua é claro, que podemos estudar a sua superfície  e sua topografia.


Ou seja, você não vai estar vendo um monte de nuvens que encobre o planeta, será possível até se determinar um Meridiano Central.
Aqueles "canais" que no passado o Astrônomo italiano Giovanni Schiaparelli via
e achava que era formação de seres marcianos você poderá ver, mas ai será necessário utilizar um bom refletor de 150 a 200mm ou mais.


As manchas no terreno também aparecem, e suas calotas polares são bem visíveis, sendo constituída de dióxido de carbono ( gelo seco ), quando estiver no inverno você poderá notar um aumento acentuado dessas calotas e com isso você pode estipular as estações do ano.


Esses estudos são muito bons, lendo livros nos aprendemos isso tudo, mas é nas observações que você aprende mesmo, observando atentamente as mudanças do planeta, assim como faziam os antigos astrônomos, é muito mais emocionante estudar o planeta assim do que somente ler.


Você em suas observações pode notar manchas escuras no planeta, são chamadas de " mares ", na verdade são manchas de areia e pó que se deslocam com os fortes ventos da superfície do planeta.



  Proteger as árvores, animais, rios e mares é um dever cívico. Faça sua parte, todos seremos responsabilizados pelo que estamos fazendo de mal a natureza.


Conheça o Ache Tudo e Região  o portal de todos Brasileiros. Cultive o hábito de ler, temos diversidade de informações úteis ao seu dispor. Seja bem vindo, gostamos de suas críticas e sugestões, elas nos ajudam a melhorar a cada ano.


 
 
 
 

Copyright © 1999 [Ache Tudo e Região]. Todos os direitos reservado. Revisado em: 04 outubro, 2016. Melhor visualizado em 1280x800 pixel