Home Pesquisar Úteis Ambiente Astronomia Recicle Cidades Dinossauros Anuncie Noticias Fale Conosco
  AGRICULTURA ORGÂNICA  
Noticias
   



A agricultura orgânica difere em muito as usadas com modernas técnica sem o uso de agrotóxico.

 

 

Agrotóxico, o próprio nome já diz, além de tirar o gosto delicioso dos alimentos, poluí os rios, matas, lençóis freáticos como a própria terra, matam insetos e organismos benéficos à saúde, causando uma serie de doenças principalmente nas crianças e idosos como: doenças pulmonares, câncer levando a morte, tanto os que manuseiam a droga como os que consomem, também produzem lixo altamente tóxico.

Saiba mais

 

A Agricultura Química no Alto Vale do Itajaí

A agricultura química aportou na região do Vale do Itajaí, na década de 1960, com a chamada Revolução Verde. Os governos militares implantaram políticas agrícolas recheadas de subsídios e assistência técnica gratuita aos que adotassem métodos de plantio com sementes híbridas, adubos químicos e agrotóxicos.

Na década de 1990 a maioria absoluta dos agricultores estavam dependentes dos químicos e haviam abandonado os métodos tradicionais a tal ponto que é comum encontrar pessoas aplicando venenos em hortas de escolas, jardins de infância e creches, sem o mínimo de preocupação com a saúde e bem estar dos próprios filhos.

Pequenas propriedades, entre 10 e 30 ha, caracterizam a região do Alto Vale do Itajaí em Santa Catarina.

Hoje Aproximadamente 3,3% da Mata Atlântica resistiu à ocupação do solo para agricultura e pastagens.

Os agricultores acreditam que os venenos e adubos  químicos resolvem tudo, usam doses maiores que as recomendadas, não respeitam épocas de colheita e simplesmente abandonaram a enxada e os métodos tradicionais de cultivo. É também comum verificar prefeituras e outros órgãos públicos utilizarem herbicidas para "limpar" praças, jardins, margens de estradas e rios, mesmo nas cidades.

  As principais culturas agrícolas da região - cebola, fumo, milho, arroz irrigado e hortaliças - são todas produzidas com altas quantidades de agro-químicos. As conseqüências disso são o surgimento de novas pragas e doenças na agricultura, o aumento significativo do número de casos de câncer, e a poluição do solo e dos recursos hídricos. 

Procure ajuda aos órgãos competente

Você agrônomos, agricultores com experiência na velha e boa agricultura Proporccione aos pequenos agricultores e proprietários de terra, conhecimentos e métodos  de agricultura orgânica através de experiências práticas.Vamos abulir este método que pode parecer uma alternativa no momento mas com um futuro inospero e negro.

Volte a plantar como antes você não precisa ser morto e nem matar para ganhar mais dinheiro, aproveite a vida enquanto ela é saudável.Amplie sua experiências de agricultura orgânica, diversificando as culturas, introduzindo diferentes tipos de adubos verdes e espécies para uso agro-florestal.

Promover o conhecimento e incentivar o debate entre os agricultores e proprietários de terra, sobre os problemas e conseqüências  da utilização da agricultura químico-industrial, estimulando o trabalho em grupo e o associativismo, na busca do planejamento, organização e administração das propriedades rurais, com base nos princípios e práticas da agricultura orgânica e agrossilvicultura, enfatizando os princípios de conservação e valorização dos recursos naturais renováveis.

Levar conhecimentos, técnicas e noções de agricultura sustentável aos proprietários de terra e técnicos .

Disponibilizar aos grupos de agricultores orgânicos, modelos de estatuto de cooperativas e associações, para que possam discutir e decidir o modelo associativo a ser adotado.

No mundo globalizado em que nos encontramos, as produções e seus fatores sofrem interferências que muitas vezes estão fora do controle dos agricultores. Por ter seus produtos diferenciados no mercado, a produção orgânica pode usar esta característica para agregar mais valor, e consequentemente, obter maior renda aos produtores.

O trabalho mais complexo é sem dúvida o de gerenciar e veicular as informações de forma rápida e eficiente. São mantidos contatos com redes de super-mercados, empresas especializadas, prefeituras para a realização de feiras etc. 

É dada ênfase maior para as feiras agroecológicas, pois estas possibilitam um amadurecimento do senso de união entre os agricultores, mas o trabalho não se limita a elas, pois com o crescimento da produção os volumes a serem comercializados facilmente excedem a capacidade de absorção destas.

Para o sucesso da agricultura orgânica é fundamental que se tenha um  um solo sadio, vivo, pois este é também a base para a boa sanidade vegetal. Seguindo os princípios da Trofobiose, o equilíbrio bioquímico dos cultivos comerciais, possibilita uma redução do número de intervenções para corrigir eventuais desequilíbrios do metabolismo vegetal.

Quando ocorrem estes desequilíbrios, manifestados na forma de doenças, ataque de insetos etc., que vão além do limite do dano não-econômico, são realizadas pulverizações e polvilhamentos com os produtos a seguir listados: calda bordaleza, calda sulfocálcica, leite, soro de leite, adubo foliar natural, cloreto de cálcio, Bacillus thuringensis, enxofre em pó (flor de enxofre) e cinza.

   Tem-se o conhecimento a partir da sociologia vegetal, de que as espécies vegetais possuem entre si antagonismos e sinergismos, ou seja, há diferentes culturas que ao serem plantadas próximas uma da outra causam inibições as mais diversas, e outros cultivos nas mesmas condições se benificiam mutuamente. 

Reação Química

Química Orgânica

A química orgânica está do lado da química mineral (ou inorgânica) que cuida do estudo de substâncias vindas do mundo mineral (terra, água, e atmosfera). Esta separação é devido ao fato que até o inicio do século 19, achava-se que era impossível de sintetizar substâncias orgânicas sem a intervenção de uma força vital que não era explicada.

A química orgânica, como uma ciência, iniciou-se em 1828 com a síntese de Friedrich Wöhler da uréia, um composto orgânico de significância biológica, através da evaporação acidental de uma solução aquosa de cianato de amônio (NH4CNO). Em homenagem a Wöhler, essa reação atualmente é chamada de síntese de Wöhler.

O nome química orgânica vem da idéia que cadeias de carbono serem apenas produzidos por coisas ou organismos vivos. Através dessa reação foi comprovada a falsidade dessa preposição, porém a química orgânica manteve-se predominantemente no estudo de moléculas de organismos vivos.

Atualmente, define-se a química orgânica como simplesmente o estudo dos compostos baseados no carbono (apesar de alguns compostos inorgânicos também apresentarem o carbono em sua composição).

Agrossilvicultura

    A agrossilvicultura pode ser descrita como "um sistema racional e eficiente de uso da terra, no qual árvores são cultivadas em consórcio com culturas agrícolas e/ou criação animal - é o chamado cultivo em aléias, que propicia, entre outras vantagens, a recuperação da fertilidade dos solos, o fornecimento de adubos verde e o controle de ervas daninhas.

    Agrossilvicultura é um sistema viável de uso da terra, o qual além de aumentar o rendimento da área, combina a produção de culturas (incluindo culturas arbóreas) e espécies florestais/animais simultaneamente ou em seqüência na mesma unidade de área, e ainda emprega práticas de manejo compatíveis com as práticas culturais da população local."

    O uso da agrossilvicultura propicia algumas vantagens em relação aos sistemas convencionas, destacando-se as seguintes:

    Uso mais eficiente dos recursos naturais: a) com vários extratos de vegetação é proporcionada uma utilização mais intensa da radiação solar, b) os vários sistemas radiculares em diferentes profundidades determinam um bom uso de todas camadas do solo, e assim, uma maior reciclagem de nutrientes;

    Aumento da fertilidade do sistema pelo incremento de matéria orgânica; Proteção do solo pelas árvores: diminuição do impacto de gota da chuva;

    Menor retirada de água do sistema devido a diminuição da evapotranspiração, conseqüência da diminuição do vento e da água carreada por este;

    Formação de ambiente com microclima mais estável; O total de produção por unidade de área pode ser aumentado;

    Os vários componentes ou produtos do sistema podem ser utilizados como materiais para produção de outros;

    Os vários produtos possíveis de retirada do sistema, possibilitam uma melhor oportunidade de trabalho e renda mais regular;

   Aumentando-se a diversificação da produção, há uma margem menor de riscos; A produção pode ser para fins de subsistência e/ou destinada ao mercado.

Tenha interesse em Cursos de Agricultura Orgânica procure a associação dos agricultores.

No sistema orgânico de produção tem-se como princípios maiores, que ele atinja os seguintes objetivos: ser socialmente justo, ecologicamente equilibrado, economicamente viável e culturalmente adaptado.

Os cursos/dias de campo sobre Agricultura Orgânica são divididos em dois períodos, um para discussões teóricas e outro para visitas de campo e atividades práticas. Estimula-se as discussões a partir da realidade vivida pelos participantes dos cursos.

Produtos Orgânicos: são muito mais saborosos e saudáveis, pense nisso; A natureza nos deu a terra para cuidarmos dela com carinho e ela em troca nos dá a vida, não destrua o pouco que resta, preserve. Continua








  Proteger as árvores, animais, rios e mares é um dever cívico. Faça sua parte, todos seremos responsabilizados pelo que estamos fazendo de mal a natureza.




Faça parte desta comunidade, venha para o Ache Tudo e Região

PUBLICIDADE
 


Conheça o Ache Tudo e Região  o portal de todos Brasileiros. Cultive o hábito de ler, temos diversidade de informações úteis ao seu dispor. Seja bem vindo, gostamos de suas críticas e sugestões, elas nos ajudam a melhorar a cada ano.

Copyright © 1999 [Ache Tudo e Região]. Todos os direitos reservado. (Declaração de Privacidade). Revisado em: 03 outubro, 2016. Melhor visualizado em 1280x800 pixel