Home Pesquisar Úteis Ambiente Astronomia Recicle Cidades Árvores Dinossauros Anuncie Noticias Fale
 

Serviço

 
Historia da Grécia
Monumentos da Grécia
Os Mármores de Parthenon
Relação de medalhas 2004
Grécia Onde Tudo Começou
Opinião Pessoal
A origem das Olimpíadas
Todas as olimpíadas
 
 

Serviço

 
Árvore
Bolsa de valores
Carta ao Leitor
Ciência
Culinária
Desaparecidos
Descobrimento do Brasil
Emissoras de Rádios
Endereços Úteis
Historia do Brasil
Globalização
Lixo Recicle
Mandamentos
Mapa do Brasil
Meio Ambiente
Mulher
Musicas
Paises
Plantas Medicinais
Piadas
Política
Olimpíadas
Sexo
Site uteis
Truques do amor
Vídeos
Jogos
Noticias Gerais
Nossa Historia
 
 
 
Olimpiadas Noticias




A origem do dos Jogos Olímpicos é incerta e ligada a muitos mitos da antiguidade. O primeiro registro referente aos jogos está escrito em um disco de pedra, no Templo de Hera, onde os reis Ifitos, de Ilía, Licurgo, de Esparta e Clístenes, de Pisa selaram um acordo de manter paz em toda Grécia durante os Jogos Olímpicos de 776 a.C.

O tempo entre os jogos era chamado Olimpíada. Estas eram organizadas a cada quatro anos no mês de julho ou agosto. No começo, os jogos duravam apenas um dia e se competia em apenas uma prova: a corrida. Gradualmente mais competições foram adotadas. No século V a.C. os jogos consistiam em dez modalidades: corrida, pentatlo, salto, disco, dardo, luta livre, boxe, pancrácio, corrida de bigas e corrida de cavalos.

Tinham o direito de participar dos jogos todos os gregos que eram cidadãos livres e que não tivessem cometido assassinatos nem heresias aos deuses. As mulheres não tinham direito de participar, nem de ver as competições. Apenas às virgens tinha esse privilégio.

As cerimônias começavam com o juramento dos atletas no altar de Zeus. Os vitoriosos eram homenageados por seus compatriotas e adquiriam privilégios especiais. A união nacional, racial e espiritual dos gregos foi formada graças aos Jogos Olímpicos, que combinaram o profundo espírito religioso e filosófico com o passado heróico dos gregos. Com o passar dos séculos, os grandes ideais dos Jogos Olímpicos foram se degradando, principalmente com a tomada de
Grécia por Filipe II, rei da Macedônia.

Em 340 a.C, Filipe II declarou guerra à Atenas e conquistou a cidade de Tebas e Esparta em 338 a.C. Filipe é assassinado em 336 a.C e quem assume o trono é Alexandre Magno, O grande, que consolidou o Império Macedônico sobre a região. Com a morte de Alexandre, O grande, em 323 a.C., o Império passa para as mãos dos romanos. Desde 390 a.C., os romanos já haviam partido para a conquista de regiões em torno do mediterrâneo até chegar à Magna Grécia.

Os romanos procuraram manter viva a tradição dos jogos e passaram a estimular seus jovens a desafiarem os gregos. Para superá-los, Roma profissionalizou seus atletas e, quando estes não conseguiam vencê-los nas disputas, procuravam subornar seus adversários. Em 67 d.C., Nero ganhou o prêmio da quadriga, depois de ter ameaçado seus adversários. Ele ainda exigiu ganhar o prêmio de poesia.

A instituição das Olimpíadas sobreviveu por doze séculos contínuos e só foi abolida em 392 d.c. (na 293° Olimpíada) por Teodósios I, que ordenou o massacre de 7.000 gregos.

:

  Proteger as árvores, animais, rios e mares é um dever cívico. Faça sua parte, todos seremos responsabilizados pelo que estamos fazendo de mal a natureza.









Conheça o Ache Tudo e Região  o portal de todos Brasileiros. Cultive o hábito de ler, temos diversidade de informações úteis ao seu dispor. Seja bem vindo, gostamos de suas críticas e sugestões, elas nos ajudam a melhorar a cada ano.


Faça parte desta comunidade, venha para o Ache Tudo e Região
 



Copyright © 1999 [Ache Tudo e Região]. Todos os direitos reservado. Revisado em: 02 fevereiro, 2017. Melhor visualizado em 1280x800 pixel